Ultrassom Primeiro

A Escolha do Ultrassom a Beira do Leito Primeiro

Quanto mais aprendemos sobre o ultrassom clínico, mais estamos de acordo com o crescente conjunto da literatura que indica que o ultrassom é subutilizado. Na verdade, acreditamos que, juntamente com o Instituto Americano de Ultrassom em Medicina (AIUM), em muitos casos, deve ser a primeira e única ferramenta necessária para ajudar no diagnóstico ou guiar um procedimento invasivo.

Muitos médicos não têm conhecimento da gama de condições para as quais o uso do ultrassom em primeiro lugar é uma diretriz estabelecida, e a diferença só fica maior quando os pesquisadores ampliam o valor diagnóstico com o ultrassom.

Site de campanha do AIUM, www.UltrasoundFirst.org

No entanto, nós vamos além da defesa apenas do aumento do uso de ultrassom. Como pioneiros na criação e utilização do ultrassom no ponto-de-cuidado (POC), tambem conhecido como ultrassom a beira do leito, vemos seus benefícios em muitas situações que ultrapassam as do ultrassom convencional. Consequentemente, incentivamos os médicos e administradores de centros médicos a considerar a escolha de ultrassonografia no ponto de cuidado em primeiro lugar:

  • Para escanear o trauma
  • Para ajudar com o diagnóstico
  • Para orientar procedimentos invasivos
  • Para reduzir o tempo, dinheiro e espaço

POC primeiro na procurar por trauma

A experiência demonstra que, em situações críticas, como acidentes e trauma, o uso do ultrassom no ponto de cuidado pode ter um efeito profundo sobre o resultado. Nesses casos onde os pacientes estão na sua maioria imóveis, a tecnologia portátil pode ir aos pacientes onde eles estiverem, seja ao longo de uma estrada, em um vilarejo remoto na selva, ou após grandes catástrofes. Os resultados imediatos do uso do ultrasom no local pode acelerar o diagnóstico, o que, por sua vez, pode levar a mais intervenções apropriadas de acompanhamento.

POC primeiro na ajudar com o diagnóstico

O ultrassom point-of-care tem provado ser uma ferramenta eficaz de diagnóstico que é comparável, e muitas vezes, preferível a outras formas de modalidades de imagem. Uma vez que o ultrassom não emite radiação ionizante, é uma opção segura que deve ser considerada antes de escolher outros tipos de diagnóstico, onde os pacientes estão sujeitos a exposição à radiação.

POC primeiro na orientação de procedimentos invasivos

A implementação da tecnologia do ultrassom point-of-care permite que aos médicos realizarem procedimentos e tratamentos com precisão sob visão direta do ultrassom. Um número crescente de estudos indicam que o uso de orientação por ultrassom por médicos pode melhorar o sucesso e diminuir as complicações em colocações de cateter central, acesso vascular periférico, anestesia regional (bloqueio de nervos), punção lombar, biópsias, toracocentese, paracentese, artrocentese, incisão e drenagem de abcessos e localização e remoção de corpos estranhos.

POC primeiro na redução de tempo, dinheiro e espaço

A implementação do ultrassom point-of-care está ajudando a reduzir as despesas hospitalares de pacientes pela redução do custo ao sistema de saúde e o tempo necessário para o diagnóstico e tratamento. Os equipamentos de ultrassom portáteis são muito menores que os convencionais e os da SonoSite são na sua maioria pequenos e fáceis de acomodar em ambientes onde o espaço é um luxo — o POC também encontrou o seu lugar em cantos remotos do mundo onde as verbas, instalações e espaço são limitados.

Como as evidências para a escolha do ultrassom POC primeiro continuam a surgir, a SonoSite continuará a promover a sua utilização como indispensável na prática da medicina de qualidade e consciente.